Menu Fechar

Actividade Fisica

Stress é a combinação de sensações físicas, mentais e emocionais que resultam de variados estímulos de preocupações, medos, ansiedades, pressões psicológicas e fadiga física e/ou mental, que irão exigir uma adaptação e/ou produção de tensão.

Quando permanecemos em estados de stress durante longos períodos de tempo, ocorrem reações negativas em nosso corpo devido à secreção de alguns Hormona, como o cortisol. O stress também reduz nossos níveis de energia. Cansamo-nos mais facilmente, e isso favorece o absenteísmo no trabalho e a negligência no desempenho de tarefas e atividades.

Se o stress é crônico, ele pode criar distúrbios como hipertensão arterial, doença cardíaca coronária, taquicardia, arritmias cardíacas esporádicas, aneurismas, embolias… É por isso que precisamos programar estratégias para lidar com o stress. E o exercício físico é uma excelente estratégia para combater os efeitos negativos do stress.

Estudos realizados sugerem que exercícios, principalmente os aeróbios, auxiliam na preservação da memória, na qualidade do sono, no humor, diminuem os níveis de stress, combatem as doenças ligadas ao envelhecimento e ainda auxiliam no controle e nos sintomas de depressão e ansiedade. Também fortalece o sistema imunitário, diminui a dor crônica e melhora a atenção e concentração. Lembrando que a noradrenalina e a serotonina, responsáveis pelo equilíbrio do humor, são estabilizadas a partir da atividade física. Já os benefícios proporcionados pela melhora estética, como a autoconfiança e a autoestima são percebidos. Praticar um exercício também traz um importante fator social pela convivência com outras pessoas, combatendo tendências de isolamento e proporcionando integração social.

Para iniciar uma atividade física e manter a motivação, escolhe uma atividade que se torne satisfatória e prazerosa. Mantem o foco nos objetivos para adquirir persistência e disciplina. Ao iniciar uma atividade física tem-se uma motivação inicial, mas ter altos e baixos na disposição é muito normal. Porém é a persistência que leva ao hábito. Em relação a quais atividades começar?

Todas as tentativas e modalidades são válidas: em grupo, em família, ou até com animais de estimação em leves caminhadas. Todas as estações e momentos serão válidos, mas é necessário cautela. As individualidades quanto à profissão, idade e habilidades devem ser levadas em consideração, além do desejo, recompensa que se busca. Certamente a caminhada e reforço muscular são os mais indicados, mas como o grande aliado a perda de peso, manutenção do stress e relaxamento, o exercício aeróbico atua muito bem, e procurar um profissional específico para auxiliar na prática dos exercícios também é imprescindível.

Fundamentalmente a força de vontade e o exercício correto, a alimentação deve estar aliada a estas práticas de exercícios físicos. Uma alimentação desbalanceada, com restrição no consumo de hidratos de carbono ao longo do dia, pode condicionar a pessoa a não produzir energia suficiente para desempenhar as atividades corretamente. O consumo de gorduras e proteínas em excesso, pouco antes do exercício prejudica a desempenho, pois estes possuem uma digestão mais lenta, retardando o processo gástrico e causando desconforto durante a prática. Existe a possibilidade da utilização de proteínas hidrolisadas no pré-treino, ou seja, proteínas que possuem uma digestão mais adequada, existem várias soluções no mercado. A ingestão exagerada de fibras também pode levar a distensão abdominal, gases, dores e pior desempenho físico.

Os alimentos mais indicados para consumir antes do treino são hidratos de carbono de baixo índice glicêmico (pão integral, cereais, aveia, batata-doce, mandioca), isto é, que fornecem energia de forma mais gradativa. Estes podem ser combinados com uma fonte de proteína, como ovos, frango, peixe, queijo ou iogurte. O ideal é alimentar até duas horas antes de treinar, caso a refeição seja o pequeno almoço ou lanche. Se o pré-treino for uma refeição principal, o mais indicado é consumir três horas antes.

A alimentação pós-treino tem como principal objetivo o restabelecimento das reservas hepáticas e musculares de glicose, além da boa da recuperação muscular. Isso é possível através do consumo de proteínas de alto valor biológico (ovos, frango, atum) e de hidratos de carbono de alto índice glicêmico (arroz branco, massas, batata, tapioca, frutas secas). O recomendado é se alimentar de trinta minutos a duas horas após o término da atividade física.

O exercício físico é um processo que gera benefício para o nosso organismo, favorecendo a formação de radicais livres. Dessa forma, os alimentos antioxidantes conferem proteção às nossas células. Os principais nutrientes com ação antioxidante que podem ser incluídos na dieta são: vitamina E (sementes, castanhas, gérmen de trigo); vitamina C (acerola, goiaba, kiwi, espinafre); zinco (carnes, castanhas); selênio (castanhas, grãos, carnes) e ômega 3 (sardinha, salmão, arenque). Para além dos cuidados alimentares, é fundamental a hidratação, tanto durante cada sessão de exercício como ao longo do dia.

A criação de um hábito de vida saudável e ativo já na infância poderá diminuir a incidência de obesidade e doenças cardiovasculares na vida adulta, além de favorecer o aumento de massa óssea e, diminuição do risco de se desenvolver osteoporose, principalmente nas mulheres. O objetivo nesta fase deve ser o de criar o hábito e o interesse pela atividade física, interagindo com outras crianças e prevalecendo o componente lúdico sobre o competitivo.

Cada vez mais dá se mais importância à atividade física voltada para a promoção de saúde, bem estar físico e mental, deixando os benefícios estéticos em um segundo plano. A influência do meio e, principalmente, dos média têm contribuído para este quadro, que em geral está mais esclarecida e orientada.

A atividade física ao longo do percurso pode garantir à futura mamãe junto ao seu bebe um desenvolvimento amplamente saudável. Desde que um acompanhamento pré-natal, para que sejam avaliadas as reais condições de saúde da mãe e do bebé sejam analisadas. A prática de exercícios físicos deve ser de intensidade leve a moderada e de baixo impacto, com a apresentação de um laudo médico de liberação. Os benefícios são inúmeros para ambos, trazendo mais disposição, relaxamento, diminuindo a ansiedade, ganhará resistência muscular resultando esteticamente em uma silhueta mais bonita, sono tranquilo, manutenção de um ganho de peso saudável – até 14 Kg ao longo dos nove meses -, previne dores musculares, câimbras, melhorando a circulação sanguínea e consequentemente prevenção de varizes e edema nas pernas ao final do dia, diminui o risco de complicações obstétricas e a mamãe sente-se mais preparada para a grande hora do parto. A preferência dos educadores físicos são caminhadas leves, alongamentos, natação e hidroginástica.

Com o passar dos anos, através do processo de envelhecimento, o nosso corpo sofre inúmeras alterações fisiológicas. Vários estudos têm relacionado a redução da força muscular a uma maior suscetibilidade a quedas, fraturas e dependência do idoso. Como nos demais casos, a atividade física para a terceira idade deve ser bem orientada pelo educador físico, sendo necessário se observar a existência de processos patológicos associados, como obesidade, hipertensão arterial sistêmica (HAS) e cardiopatias bem como relacionar os efeitos da medicação possivelmente em uso com a modalidade escolhida. Com isso o idoso aumenta sua autonomia e sensação de bem estar, diminui a ansiedade, insônia e depressão, melhora o condicionamento cardiovascular, mantendo a flexibilidade, coordenação e equilíbrio, além da interação social proporcionada.

A atividade física e a adoção de um estilo de vida saudável são consideradas uma questão de saúde, em nível físico, psicológico e social, desde que orientada por profissionais capacitados e adaptada individualmente às condições, necessidades e preferências para que haja uma adesão e continuidade, proporcionando consequentemente mudança de um hábito de vida.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *